30 de nov de 2017

192. JOGOS MORTAIS: JIGSAW (2017)

De 2004 até 2010 foram lançados 7 filmes da franquia 'Jogos Mortais'. Todo ano tinha um filme novo e quando foi anunciado o último filme, lá em 2010, todo mundo já sabia que era só uma questão de tempo até a franquia retornar aos cinemas. Não demorou muito, apenas 7 anos. Chamado 'Jigsaw', este 8º filme não traz nada de novo, mantendo a mesma fórmula usada nos 7 filmes anteriores. Um grupo de pessoas acorda em um galpão e, uma a uma, vão morrendo em decorrência de várias armadilhas montadas pelo assassino Jigsaw. Ao mesmo tempo, um detetive investiga esse suposto retorno do assassino. Lendo essa sinopse básica, parece que estou descrevendo qualquer outro filme da franquia. O fato de darem um novo título para este filme me deu esperanças de que eles iriam modificar a fórmula e trazer algo novo, mas não foi o que aconteceu. Em contrapartida, o filme acaba funcionando levando em conta sua proposta. Os personagens são interessantes, as armadilhas bem criativas e gore é chocante. O que mais gosto nesses filmes é o tom de mistério e investigação que o núcleo policial traz. Acho interessante o modo como as investigações são conduzidas e como os plot twists são satisfatórios, mesmo que sejam extremamente absurdos. Se pegarmos a franquia 'Chucky' é notável que cada filme tem uma proposta diferente, apostando em temas e estruturas diferentes. É decepcionante que uma franquia sobre um boneco assassino consiga se manter criativamente mais volátil que os filmes da série 'Jogos Mortais'. O potencial que esses filmes têm é enorme, mas a falta de vontade em fazer algo diferente me deixa decepcionado. Por outro lado, ele cumpre o que promete e entrega sustos, violência e uma narrativa minimamente coerente. (Jigsaw. Dirigido por The Spierig Brothers. Com Matt Passmore, Callum Keith e Rennie Clé Bennett. Terror 92 min.) 

NOTA: 6

Um comentário:

Hugo disse...

O original é um ótimo longa de suspense e terror.

O segundo filme também é bem interessante.

Os demais seguem a mesma fórmula e são divertimentos passageiros com mortes criativas.

Este novo filme eu ainda não conferi.

Abraço