19 de nov de 2017

191. A VIGILANTE DO AMANHÃ - GHOST IN THE SHELL (2017)

Enquanto 'Warcraft' é o tipo de filme que se beneficia de um conhecimento prévio, acredito que 'A Vigilante do Amanhã' funcione com pessoas que não tem conhecimento algum da obra original, como eu. Vi muitos fãs reclamando da adaptação, talvez pelo fato de o anime/mangá serem absurdamente elogiados pela crítica e pelo público, o que fez as pessoas esperarem um novo clássico da ficção-científica. Confesso que pelo pouco que eu conhecia, também esperava um novo jovem clássico. Não foi o que aconteceu, mas no geral (assim como 'Warcraft') não é um filme ruim. Chamar 'A Vigilante do Amanhã' de 'ruim' ou 'lixo' é desmerecer o trabalho de várias pessoas que conseguiram acertar em vários aspectos do filme. A fotografia do filme é arrebatadora, nível Oscar. A mise-en-scène é perfeitamente criada, lembrando muito o visual de 'Blade Runner'. A direção de arte é igualmente fantástica, brincando com o neon e a sujeira que o futuro superpopuloso traz. A trama é simples, bem contada e nada ambiciosa. Não sei como funciona no anime, mas aqui senti falta de uma narrativa melhor desenvolvida. Tudo é jogado na cara, sem chances de fazer você pensar sobre o que está vendo. Todas as informações necessárias são ditas pelos personagens, tirando aquele sentimento de 'quero mais'. Scarlett Johansson está ok no papel principal, mas confesso que me incomodou o fato de terem escolhido uma americana. Se o filme fosse inteiramente ambientado na América e com personagens americanos, tudo faria sentido. Mas aqui todo o universo remete a um visual mais oriental, com personagens orientais (falando em japonês inclusive), fazendo Scarlett ficar bastante deslocada de tudo isso. Mas no geral 'A Vigilante do Amanhã' funciona como um passatempo despretensioso. Uma pena, já que tudo levava a crer que teríamos um novo clássico do sci-fi. (Ghost in the Shell. Dirigido por Rupert Sanders. Com Scarlett Johansson e Michael Carmen Pitt. Ficção Científica. 106 min.) 

NOTA: 7

Nenhum comentário: