13 de out de 2017

183. A MORTE TE DÁ PARABÉNS (2017)

A fórmula adotada aqui já foi usada diversas vezes em filmes como 'Meia-Noite e Um', 'Feitiço do Tempo', 'Contra o Tempo' e 'No Limite do Amanhã'. E é interessante notar que essa fórmula geralmente rende bons resultados. Dessa vez esse estilo de narrativa em loop foi usada em um slasher, gerando um dos filmes mais divertidos do ano. Theresa é uma clássica garota popular, arrogante e um pouco bitch. Ela acaba sendo assassinada e no mesmo instante acorda novamente na manhã do mesmo dia. E assim o mistério começa, com a personagem procurando um jeito de sobreviver ao mesmo tempo que tenta descobrir quem está tentando matá-la. O roteirista tem uma extensa experiência em quadrinhos, e isso fica claro aqui nesse filme com o modo com a fantasia de toda situação é abordada. Em nenhum momento a personagem tenta descobrir por que isso está acontecendo com ela, e na verdade isso acaba não sendo importante. O foco principal é ela tentar sobrevier, acreditando que isso irá parar o loop. Claro que em um roteiro que adota esse estilo é difícil não ter furos, pois as possibilidades são absurdamente imensas. Mas ao contrário de outros filmes com o mesmo tema, onde o foco está justamente em descobrir como e por que isto acontece, aqui a narrativa se preocupa mais em divertir e criar situações inusitadas. Ao mesmo tempo que o roteiro não arrisca em muita coisa, ele consegue ser divertido com os desafios que vão sendo criados para a protagonista. 'A Morte te dá Parabéns' (ótimo título nacional, inclusive melhor que o original) é um filme de horror com diversos elementos de comédia que certamente irá divertir quem procura uma experiência despretensiosa e pra cima. Bons personagens, muito bem interpretados, em uma história desenvolvida de um jeito bastante satisfatório. (Happy Death Day. Dirigido por Christopher B. Landon. Com Jessica Rothe e Israel Broussard. Terror / Comédia. 96 min.) 

NOTA: 7.5

Nenhum comentário: