26 de ago de 2017

173. VELOZES E FURIOSOS 8 (2017)

Já escrevi sobre a 'Velozes e Furiososaqui, aqui e aqui. Sou fã declarado da franquia e não tenho vergonha disso. Quando ela tentava se levar a sério - com suas tramas relacionadas a rachas - os filmes não pareciam funcionar muito bem, mas claramente algo aconteceu nos bastidores na transição do 4º para o 5º capítulo. É uma mudança enorme de ritmo e clima que deu uma nova cara para a franquia. Eles passaram a não se levar tão a sério e a apresentar cada vez melhores cenas de ação. Do 5º filme até este aqui, não tem um que não seja ao menos divertido. Os personagens continuam porcamente escritos, mas possuem um carisma de dar inveja a outras franquias, isso sem contar a química entre eles que funciona melhor que em muito blockbuster por aí. Este oitavo capítulo, ao mesmo tempo que dá sequência à história do longa anterior, parece iniciar uma nova trilogia que culminará no décimo - talvez último - filme. Particularmente achei a trama bem interessante e talvez a melhor desde o 5º capítulo. Os temas continuam os mesmos, sempre fazendo os personagens darem valor a família depois de altas tretas envolvendo traições e MUITAS cenas de ação. Falando nisso, as cenas de ação deste capítulo são totalmente surtadas. É impossível esperar um certo realismo de 'Velozes e Furiosos' pois a graça da franquia se tornou justamente em como eles vão superar as incríveis cenas de ação que eles vão construindo em cada filme. Por mais absurdas que elas sejam, é impossível não concordar que elas são divertidas pra caramba! E o fator principal de elas funcionarem tão bem é que você se importa com os personagens graças á química que eles têm entre si e o modo como é demonstrada a importância que cada um tem para o time. 'Velozes e Furiosos 8' pode não adicionar nada de revolucionário à franquia, mas mantém ela divertida e cheia de cenas inacreditáveis, transformando ela no maior guilty pleasure atual. (The Fate of the Furious. Dirigido por F Gary Gray. Com Vin Diesel e Charlize Theron. Ação. 136 min.) 

NOTA: 8

Nenhum comentário: