11 de ago de 2017

165. BINGO - O REI DAS MANHÃS (2017)

O Brasil parece que pegou gosto em produzir cine biografias, e felizmente tem saído bons filmes. '2 Filhos de Francisco', 'Gonzaga', 'Elena' e 'Elis' são alguns bons exemplos dessa nova mania do cinema nacional. 'Bingo - O Rei das Manhãs' chega aos cinemas se tornando uma das melhores cine biografias do cinema brasileiro. Aqui temos Vladimir Brichta interpretando Augusto Mendes, um ator que consegue fama ao interpretar o palhaço Bingo em programas matinais. O roteiro é inspirado na vida de Arlindo Barreto e sua interpretação do palhaço Bozo. Devido a problemas com direitos autorais e um excesso de modificações da história real, o filme tomou a liberdade de mudar nomes de pessoas e empresas. Mas nada disso diminui o impacto que esse filme causa. A estrutura narrativa é a mesma já vista em diversas cine biografias ao redor do mundo, mostrando uma pessoa talentosa conseguir sucesso, ter problemas pessoais e com bebidas ou drogas, ir ao fundo do poço para depois ter sua redenção. O que difere esta de outras produções é o fato de todo esse escândalo com drogas, bebidas e sexo ter acontecido nos bastidores de um programa infantil. Vladimir Brichta brilha demais como Bingo e nos entrega uma atuação maravilhosa, digna de indicação ao Oscar (algo que jamais vai acontecer). Você claramente sente o estudo que esse cara deve ter feito para conseguir atingir o nível de qualidade que ele atingiu. Além de uma boa história e excelentes atuações, o filme é um deleite para os olhos, com uma fotografia linda e cheia de cores exuberantes, assim como a direção de arte que consegue recriar perfeitamente o estilo da TV brasileira nos anos 80. 'Bingo - O Rei das Manhãs' é um filme obrigatório, uma comédia com pitadas de drama que vai emocionar até mesmo quem não é familiarizado com o personagem Bozo. (Bingo - O Rei das Manhãs. Dirigido por Daniel Rezende. Com Vladimir Brichta. Comédia / Drama. 113 min.) 

NOTA: 9

Nenhum comentário: