3 de jul de 2017

154. SULLY (2016)

Eu detesto Clint Eastwood como pessoa, e também não sou grande fã dele como ator. Mas é inegável que o cara tem um talento enorme para direção. Mas também, ele aprendeu com um dos melhores diretores que já existiu: Sergio Leone. Ele tem 87 anos e 4 Oscars na prateleira, mesmo assim Clint está extremamente ativo, lançando ás vezes 2 filmes no mesmo ano. E o melhor de tudo: bons filmes! Seu mais recente trabalho 'Sully' conta a história real de um piloto que cometeu uma manobra arriscada ao aterrizar um avião no rio Hudson, em Nova York. Com uma metragem curta - apenas 90 minutos - o roteiro prefere focar nos incidentes que sucederam o acidente. O piloto foi posto a julgamento por ter colocado os passageiros em risco, mesmo todos tendo sobrevivido. A história é realmente fantástica e após a sessão fui direto para o celular verificar se tudo aquilo realmente aconteceu. Alguns podem reclamar da falta de história, pois o acidente foi muito rápido, sem graves consequências e o final é óbvio pois foi notícia no mundo todo. Mesmo assim, o filme usa e abusa de pontos de vistas diferentes e cenas de sonho para nos dar diversas cenas do acidente específico. Fica claro que, mesmo já sendo extremamente curto, ele poderia ser mais curto ainda. O roteiro insiste em cenas de flashback totalmente desnecessárias como a primeira vez que Sully pilotou um avião. Eles fazem isso com a intenção de humanizar o personagem, mas não é necessário pois suas atitudes durante e após o acidente já humanizam ele o bastante. Para dar um tom mais dinâmico, a história é contada fora da linha cronológica, e isso funciona, fazendo o filme ser ágil e rápido. Clint Eastwood já fez filmes melhores, mas 'Sully' está bem longe de ser uma decepção. É uma boa história bem contada... e só. (Sully. Dirigido por Clint Eastwood. Com Tom Hanks. Drama. 96 min.) 

NOTA: 7

Nenhum comentário: