1 de jul de 2017

153. A CURA (2017)

E já temos o filme mais injustiçado do ano. Infelizmente a indústria cinematográfica é cruel e muitas vezes filmes excelentes acabam caindo no esquecimento rapidamente, fazendo com que que seu alcance seja cada vez menor. Esses dias eu estava relembrando os filmes que vi no cinema e rapidamente veio o longa de Gore Verbinski na cabeça. Com o lançamento do DVD e BluRay espero que mais pessoas conheçam esta obra. Já de cara o filme impressiona pela excelente fotografia e pelo clima de suspense. Bojan Bazelli criou uma fotografia cheia de planos extremamente abertos, que contemplam a direção de arte perfeitamente gótica. Mas aqui o visual dá prioridade ao branco, algo bastante inesperado para a construção de um visual gótico, e funciona lindamente. Bazelli já trabalhou com Gore Verbinski antes, sendo uma das vezes em 'O Chamado', onde o estilo e certas cores são muito semelhantes. O roteiro é inteligente ao colocar o espectador em caminhos diferentes do que ele espera percorrer, mas ao mesmo tempo nos entrega um final no maior estilo filme B. Todas as pistas são entregues de forma lenta, dando tempo para o público raciocinar e divagar sobre possíveis desfechos. Mesmo assim o desfecho é - ao mesmo tempo - inesperado e o cúmulo do clichê (no melhor sentido da palavra). A longa duração pode incomodar alguns, e eu tiraria uns 15 ou 20 minutos de filme para depois montar uma 'versão estendida'. Na segunda metade é perceptível um certo peso na narrativa, que deixa ela mais lenta, fazendo o filme ficar entediante em alguns momentos. Mas isso não chega a ser um grande incômodo pois todo o resto funciona perfeitamente. Gore Verbinski nos entrega um excelente suspense, com um visual marcante e com toques de filme B, lembrando os clássicos Monstros da Universal em diversos momentos. Excelente! (A Cure for Wellness. Dirigido por Gore Verbinski. Com Dane DeHaan e Jason Isaacs. Suspense. 146 min.) 

NOTA: 9

Nenhum comentário: