10 de jun de 2017

145. CORRA (2017)

Fazia muito tempo que eu não tinha uma experiência cinematográfica como a que tive em 'Corra'. A sala de cinema inteira interagia, conversava e gritava com os personagens na tela como se já os conhecessem de outros filmes. O roteiro apresenta uma trama que já soa interessante desde o início, mesmo sem as camadas subsequentes. Chris, um garoto negro, está indo passar o final de semana na casa de sua namorada, uma garota branca, e fica receoso com a reação dos pais dela ao saberem que sua filha está namorando uma pessoa de cor negra. Jordan Peele conseguiu construir um roteiro extremamente inteligente, oscilando entre suspense e comédia, com uma crítica social sobre racismo tremendamente bem desenvolvida na narrativa. O roteiro brinca com diferentes tipos de racismo. Numa primeira camada temos o racismo do branco contra o negro, se olharmos mais fundo também temos o racismo do negro contra o branco e também temos o nosso próprio racismo onde tentamos prever os acontecimentos com base nas situações criadas. O filme subverte nossas opiniões diversas vezes e vai criando um suspense crescente ao colocar o personagem principal em diversas situações inusitadas que fazem um misto de horror e humor. As atuações são fabulosas, principalmente a de Daniel Kaluuya. Em vários momentos, o roteiro pede que Kaluuya atue apenas com os olhos, e são nessas cenas que ele realmente impressiona pelo esforço. O carisma dele também ajuda demais na nossa identificação com o personagem, fazendo com que seja extremamente difícil ver outro ator nesse papel. 'Corra' é um raro filme de suspense onde além de uma trama bem construída, ainda temos uma forte crítica social muito bem discutida e desenvolvida, sem contar o senso de humor sensacional que carrega o filme do início ao fim. Certamente uma das sessões de cinema mais divertidas que já vivenciei. (Get Out. Dirigido por Jordan Peel. Com Daniel Kaluuya e Katherine Keener. Suspense. 104 min.) 

NOTA: 10

Nenhum comentário: