17 de fev de 2017

122. OUIJA - A ORIGEM DO MAL (2016)

Eu sou um amante fervoroso do cinema de gênero, e é difícil um filme de terror me deixar decepcionado. Eu sempre procuro - e normalmente acho! - pontos positivos em filmes de terror, mas com 'Ouija - O Jogo Dos Espíritos', de 2014, foi difícil. O filme é tão ruim, mas tão ruim, que prefiro fingir sua inexistência. Acho que os produtores também pensam assim já que a sequência, 'Ouija - A Origem do Mal', ignora o primeiro filme e nos apresenta uma história totalmente nova. Inicialmente me empolguei com esse filme pelo fato de ter sido dirigido por Mike Flanagan, o mesmo de 'Hush - A Morte Ouve', 'O Espelho' e 'O Sono da Morte' (todos com crítica aqui no blog). Surpreendentemente o filme superou as minhas expectativas. Aqui temos mais um exemplo de uma trama que segue a risca uma fórmula de sucesso, dessa vez é a de 'O Exorcista', que já foi usada diversas outras vezes. Aqui Mike Flanagan mostra que domina muito bem o gênero ao criar cenas extremamente assustadoras e igualmente lindas, tudo isso com o uso excessivo de clichês muito bem trabalhados. A diferença entre o acabamento artístico do filme anterior e desta sua sequência é absurdamente chocante. Flanagan sabe como trabalhar a câmera e cria takes que lembram muito o cinema de Mario Bava, Lucio Fulci e principalmente Brian DePalma. 'Ouija - A Origem do Mal' é um filme que não apresenta nada de novo, mas brinca com aquilo que já está estabelecido no gênero. Um filme divertido e cheio de sustos imprevisíveis. (Ouija - Origin of Evil. Dirigido por Mike Flanagan. Com Elizabeth Reaser. Terror. 99 min.)

NOTA: 8

Nenhum comentário: