19 de jan de 2017

112. ÁGUAS RASAS (2016)

Jaume Collet Serra não é um nome tão forte na indústria, mas deveria. Diretor de filmes como 'A Casa de Cera', 'Sem Escalas' e 'A Órfã', ele vem se mostrando ser bastante talentoso e extremamente versátil. Seu mais novo filme 'Águas Rasas' é aquele tipo de filme que nas mãos erradas poderia ter dado muito, mas muito errado. O roteiro do filme é interessante, mas não tem nada de chocante. Temos uma garota surfista, que acaba sendo atacada por um tubarão e acaba ficando ilhada em uma rocha, com o tubarão constantemente rondando ela. O interessante é o que o diretor fez com esse roteiro. Visualmente o filme é estonteante, com cenas de praia filmadas de um jeito como nunca eu tinha visto. Tem alguns takes feitos de uma altura absurda, com a câmera totalmente virada para baixo que são tão lindas a ponto de imprimir e botar na parede. Outro fator importante para este filme ter funcionado tanto foi Blake Lively. Ela basicamente carrega o filme nas costas, atuando 90% do tempo sozinha e passando toda angústia da personagem para a tela. As motivações são interessantes e o desenvolvimento é aceitável, mas é a intensidade de Blake Lively que fez a personagem realmente ser carismática. Jaume Collet Serra cria mais um thriller frenético e tenso. 'Águas Rasas' talvez seja aquele tipo de filme que você passasse reto, sem prestar muita atenção. E é esse tipo de filme que normalmente acaba surpreendendo. Um filme dinâmico, ágil e incrivelmente emocionante. (The Shallows. Dirigido por Jaume Collet Serra. Com Blake Lively. Suspense. 86 min.)

NOTA: 8.5

Nenhum comentário: