23 de ago de 2015

78. SOBRENATURAL: A ORIGEM (2015)

O filme 'Sobrenatural' chegou em 2011 de mansinho e sem fazer muito alarde. Arrecadou quase 100 milhões nas bilheterias e custou míseros $1.5 milhões. Depois de mais 2 filmes em 4 anos, o título já pode ser considerado uma das maiores e melhores franquias do gênero terror. Os 2 primeiros capítulos foram igualmente interessantes e assustadores, e - junto com 'Invocação do Mal' - consolidaram a carreira do diretor James Wan. Neste terceiro capítulo, a direção passa para a mão de Leigh Whannell, roteirista e ator dos filmes anteriores. Já de início é perceptível uma certa mudança de estilo, ou até mesmo a falta dele. 'Sobrenatural' chamou a atenção pela sua estética diferenciada, sua câmera cheia de ângulos inesperados e uma paleta cheia de cores bastante frias, além de uma trilha sonora marcante e assustadora. Nada disso é encontrado neste terceiro filme, sendo esses os poucos pontos negativos. Por outro lado, o roteiro é muito bem escrito e com personagens interessantes. No 1º tínhamos um menino em coma, no 2º um homem possuído, e nesse temos uma protagonista totalmente imobilizada, porém ciente de tudo que está acontecendo ao redor dela. A ideia de fazer uma prequel não é totalmente nova, mas trazer basicamente o mesmo elenco dos filmes anteriores é algo que não se vê todo dia, e isso é o que dá o tom de familiaridade ao filme. 'Sobrenatural: A Origem' é uma grata surpresa, um filme que tinha tudo para dar errado mas acabou sendo um divertido filme de terror, cheio de sustos e com um roteiro interessante. Está longe de ser um filme perfeito, mas está muito mais longe de ser um filme ruim. E que venham mais capítulos da série 'Insidious'. (Insidious: Chapter 3. Dirigido por Leigh Whannell. Com Lin Shaye. Terror. 97 min.)

NOTA: 8