23 de ago de 2015

78. SOBRENATURAL: A ORIGEM (2015)

O filme 'Sobrenatural' chegou em 2011 de mansinho e sem fazer muito alarde. Arrecadou quase 100 milhões nas bilheterias e custou míseros $1.5 milhões. Depois de mais 2 filmes em 4 anos, o título já pode ser considerado uma das maiores e melhores franquias do gênero terror. Os 2 primeiros capítulos foram igualmente interessantes e assustadores, e - junto com 'Invocação do Mal' - consolidaram a carreira do diretor James Wan. Neste terceiro capítulo, a direção passa para a mão de Leigh Whannell, roteirista e ator dos filmes anteriores. Já de início é perceptível uma certa mudança de estilo, ou até mesmo a falta dele. 'Sobrenatural' chamou a atenção pela sua estética diferenciada, sua câmera cheia de ângulos inesperados e uma paleta cheia de cores bastante frias, além de uma trilha sonora marcante e assustadora. Nada disso é encontrado neste terceiro filme, sendo esses os poucos pontos negativos. Por outro lado, o roteiro é muito bem escrito e com personagens interessantes. No 1º tínhamos um menino em coma, no 2º um homem possuído, e nesse temos uma protagonista totalmente imobilizada, porém ciente de tudo que está acontecendo ao redor dela. A ideia de fazer uma prequel não é totalmente nova, mas trazer basicamente o mesmo elenco dos filmes anteriores é algo que não se vê todo dia, e isso é o que dá o tom de familiaridade ao filme. 'Sobrenatural: A Origem' é uma grata surpresa, um filme que tinha tudo para dar errado mas acabou sendo um divertido filme de terror, cheio de sustos e com um roteiro interessante. Está longe de ser um filme perfeito, mas está muito mais longe de ser um filme ruim. E que venham mais capítulos da série 'Insidious'. (Insidious: Chapter 3. Dirigido por Leigh Whannell. Com Lin Shaye. Terror. 97 min.)

NOTA: 8

9 de ago de 2015

77. POLTERGEIST - O FENÔMENO (2015)

Nunca fiz parte do time que abomina remakes, na verdade sempre apoiei - mesmo que sejam ruins. Alguns dizem que "o remake vai estragar o original" mas, na verdade, o filme original vai continuar exatamente como ele é. Talvez até fique melhor caso o remake acabe sendo uma merda, como no caso de 'Poltergeist'. Não era necessariamente um filme que eu estava esperando algo acima da média, mas ao menos um pouco de diversão seria bem-vinda, visto que o enredo do filme permite isso. Ao invés disso, esse acaba sendo aquele tipo de remake preguiçoso, que se preocupa em atualizar e encher o filme de efeitos especiais, ao invés de se preocupar em contar uma boa história. 'Sobrenatural' (Insidious, 2010) pode ser considerado um remake muito mais a altura do longa de 1982, já que ambos possuem a mesma estrutura e semelhanças óbvias. Infelizmente, o remake oficial do longa dirigido por Tobe Hooper acaba sendo um filme nada memorável. Os personagens são fracos e sem nenhum carisma. Nem mesmo as crianças estão bem no filme, algo que era essencial no original, já que sem a incrível atuação de Heather O'Rourke, o filme não seria metade do que foi. Nesse remake Kennedi Clements até tenta (e consegue em alguns poucos momentos), mas o roteiro fraco e a direção preguiçosa não deixam. É um filme mais preocupado com a arrecadação do final de semana de estréia, consequentemente vai ser esquecido rapidinho. (Poltergeist. Dirigido por Gil Kenan. Com Sam Rockwell. 93 min. Terror.)

NOTA: 3