19 de fev de 2015

35. CINQUENTA TONS DE CINZA (2015)

Eu juro que fui pro cinema querendo gostar de 'Cinquenta Tons de Cinza'. Sou apaixonado por diversos filmes do subgênero romance erótico, principalmente aqueles do início dos anos 90.  Por isso eu esperava pelo menos algo mediano. Infelizmente, a adaptação de um dos maiores best-sellers da atualidade decepciona por diversos fatores, sendo o principal deles o roteiro. Ao se manter fiel - até demais! - o roteirista perdeu a oportunidade de transformar uma história medíocre em algo relevante e interessante. Durante 2 horas o máximo de enredo que o filme apresentou foi a indecisão constante que Anastasia tem em assinar, ou não, um contrato que a coloca como a submissa sexual de Christian Grey (único personagem com potencial para um desenvolvimento mais profundo, porém totalmente desperdiçado). Muito pouco é desenvolvido além disso. Os personagens são rasos, as situações vividas por eles são desinteressantes e até mesmo as cenas de sexo são fracas e não apresentam nada de novo. Pelo menos a fotografia é incrível e a trilha sonora contém mais sensualidade do que em todas as cenas de sexo presentes. Por debater a prática do BDSM, eu esperava muito mais de 'Cinquenta Tons de Cinza' (ainda mais por sua popularidade). Não digo uma grande história nem grandes personagens, mas pelo menos a sensualidade tão marcante em filmes como '9 1/2 Semanas de Amor', 'Proposta Indecente' entre tantos outros filmes do mesmo estilo. No fim, 'Cinquenta Tons de Cinza' acaba sendo um filme covarde em todos os sentidos. (Fifty Shades of Grey. Dirigido por Sam Taylor-Johnson. Com Dakota Johnson e Jamie Dornan. Romance Erótico. 125 min.)

NOTA: 2

Nenhum comentário: