13 de nov de 2014

16. GODZILLA (2014)

'Godzilla' é um filme que tinha tudo pra dar errado (assim como já deu em 1998), mas felizmente o monstro caiu nas mãos de pessoas que entenderam algumas das melhores sacadas presentes nos filmes japoneses. Primeiro, Godzilla não é tratado como a criatura que veio do fundo do mar pra destruir o planeta. Aqui eles colocam o monstro no papel de salvador, já que outras duas criaturas estão causando um belo estrago por onde passam. Segundo, assim como em diversos dos filmes japoneses, os seres humanos (apesar de serem a linha principal da narrativa) pouco interferem nos acontecimentos relacionados aos monstros. Apesar da movimentação dos exércitos, do tiroteiro e das bombas, os humanos são tratados como meros espectadores. Alguns enxergam isso como falta de desenvolvimento de personagem, e até pode ser. Mas eu vejo como uma alegoria de que, quando o assunto é a fúria da mãe natureza, nós - seres humanos - somos todos inúteis. O filme tem uma trilha sonora absurdamente incrível, com temas que remetem claramente ás trilhas de John Williams. E falando nisso, o primeiro ato apresenta cenas que lembram o mesmo clima misterioso do inicio de 'Contatos Imediatos do Terceiro Grau'. Com uma fotografia linda, efeitos especiais incríveis e um ritmo lento que prioriza a construção do suspese, 'Godzilla' marca um retorno altamente decente para o monstro japonês. (Godzilla. Dirigido por Gareth Edwards. Com Aaron Taylor-Johnson, Ken Watanabe, Elizabeth Olsen e Bryan Cranston. Aventura. 123 min.)

NOTA: 8